Tecnologia

Quem foi Louis Joseph César Ducornet, homenageado do Google Doodle

Louis Joseph César Ducornet

Você já ouviu falar de Louis Joseph César Ducornet? Ele foi um pintor francês que nasceu em 1806 e viveu até 1856 e é capa do principal buscador do mundo, por meio de um Google Doodle. Mas o que torna sua história tão especial é que ele pintava com o pé, pois não tinha braços nem uma das pernas. Neste artigo, vamos conhecer um pouco mais sobre sua vida, sua obra e seu legado.

Louis Joseph César Ducornet nasceu em Lille, uma cidade no norte da França, em 10 de janeiro de 1806. Ele tinha uma condição chamada focomelia, que causa malformações nos membros. Ele não possuía braços ou uma perna esquerda, mas tinha quatro dedos no pé direito. Ele não conseguia caminhar e tinha que ser carregado pelo pai.

Desde criança, ele demonstrou interesse pela arte. Ele pegava pedaços de carvão com os dedos do pé e fazia desenhos no chão. Seu talento chamou a atenção de artistas locais, que lhe deram instrução e apoio. Com a ajuda do município de Lille, ele foi enviado para Paris, onde estudou com mestres renomados como Guillaume Guillon-Lethière, François Louis Joseph Watteau e François Gérard.

Ele se dedicou principalmente a pintar cenas bíblicas e históricas, além de retratos. Ele usava um cavalete especial que lhe permitia segurar o pincel com o pé e pintar com precisão e delicadeza. Ele também usava uma paleta de cores limitada, para facilitar a mistura das tintas.

Apesar de sua deficiência, ele conquistou reconhecimento e admiração no meio artístico. Ele recebeu várias medalhas no Salão de Paris, a mais importante exposição de arte da França. Ele também recebeu uma pensão do rei Luís XVIII, que lhe permitiu viver com dignidade e conforto.

Louis Joseph César Ducornet  Quem foi Louis Joseph César Ducornet, homenageado do Google Doodle louis joseph cesar ducornets 218th birthday 6753651837110176 l
Doodle em homenagem à Louis Joseph César Ducornet. Reprodução: Google.

Louis Joseph César Ducornet e algumas de suas obras

– Arrependimento (1828), que mostra um homem nu se lamentando diante de uma cruz. A pintura está exposta no Museu de Lille.
– São Luís administrando a Justiça (1831), que retrata o rei francês Luís IX julgando os casos do povo. A pintura também está no Museu de Lille.
– Maria Madalena em Êxtase (1840), que representa a santa bíblica aos pés de Jesus após a ressurreição. A pintura foi comprada pelo governo francês e está em local desconhecido.
– Autorretrato (1852), que mostra o próprio Ducornet pintando com o pé. A pintura é considerada uma obra-prima da arte e da superação. Ela está no Palácio das Belas Artes de Lille.

Louis Joseph César Ducornet morreu em Paris, em 27 de abril de 1856, aos 50 anos. Ele deixou um legado de inspiração e beleza para as gerações futuras. Sua obra é um exemplo de como a arte pode transcender as limitações físicas e expressar a alma humana.


Créditos TecStudio