Geek

Qual é o melhor futebol este ano?

Escrito por Paulo Carmino

Com o lançamento recente de FIFA 19 e PES 2019 disponível desde o final de agosto, a temporada 2018-2019 do futebol virtual está inaugurada e a velha pergunta que se repete há décadas volta a ser feita: quem, entre EA e Konami, oferece o melhor jogo este ano?

Nos últimos dois anos, PES retomou parte de sua base de fãs perdida para FIFA ao longo da última década com duas iterações bastante elogiadas. A Konami afinou a mecânica de jogo e evoluiu na apresentação ao fechar muitos contratos de licenciamento com clubes e torneios para poder reproduzi-los com o máximo de realismo em PES.

Para crédito da EA, a editora segue soberana no quesito apresentação e seu repertório de licenças oficiais este ano foi acrescido do mais importante torneio de clubes do mundo, a UEFA Champions League, que até o ano passado pertencia à série rival.

Fãs do velho esporte bretão certamente acompanharão os campeonatos de todo mundo e farão suas apostas no sportbet, mas quando os games são envolvidos, dificilmente não haverá fidelidade a um jogo em particular.

Mas afinal, qual é o melhor este ano? Analisamos os dois jogos em várias categorias para tentar chegar a um veredicto.

Gráficos

Tanto PES quanto FIFA oferecem reproduções foto-realistas de jogadores proeminentes no mundo do futebol. No entanto, o poder de licenciamento da FIFA dá à EA acesso a mais clubes e, consequentemente, FIFA 19 tem mais rostos reais.

A iluminação em tempo real e a textura mais definida da grama são outros detalhes que tornam PES ainda mais realista este ano.

Já FIFA deu mais ênfase à jogabilidade este ano, mas os gráficos também evoluíram. Pode-se perceber maior definição nos gráficos da torcida e as animações dos jogadores estão ainda mais ricas que no ano passado.

Outra notória vantagem para o jogo da EA pode ser observada nos menus e a apresentação, itens que continuam bem superiores aos do rival.

No geral, os dois jogos evoluíram discretamente e FIFA 19 segue com pequena vantagem nos gráficos.

Jogabilidade

A Konami manteve a jogabilidade de PES 2018 praticamente inalterada, o que não é má ideia quando se lembra que o jogo do ano passado foi muito bem equilibrado.

Este ano, eles adicionaram 11 novas habilidades, incluindo o passe sem olhar e a cavadinha controlada. Os jogadores também mostram Fadiga Visível, que afeta o desempenho e o comportamento em campo.

Enquanto PES opta por um futebol mais cadenciado e coletivo, FIFA segue preferindo um jogo mais aberto e espetacular, nitidamente mais “arcade” que o rival. A jogabilidade do título da EA evoluiu pouco este ano e segue perdendo para o conjunto de PES neste aspecto.

Conteúdo

Quando a disputa chega ao conteúdo, FIFA dá goleada em PES e não é diferente este ano. As licenças foram reforçadas este ano com a recente aquisição da liga da Liga dos Campeões, até então propriedade da Konami. Muitas vezes ridicularizada por seu conteúdo de nicho, o futebol da Konami foi atrás de times e ligas de menor popularidade, como Rússia, Bélgica e Portugal, enquanto manteve as licenças de muitos times grandes como o Barcelona.

Quanto aos modos de jogo, o FIFA Ultimate Team, o sistema de jogo preferido dos fãs, mais uma vez faz a diferença para a EA Sports. O modo de história, no qual o jogador conduz o jovem Alex Hunter rumo ao estrelato, está de volta e é outro diferencial em relação ao PES, que não acrescentou em seus torneios e modos.

Os fãs de PES ou FIFA dificilmente vão trocar de time em 2018 e 2019, pois os dois jogos evoluíram discretamente em cima das bases construídas mais cedo na atual geração. Mas mais uma vez, o duelo conclui com ligeira vantagem para a simulação da EA Sports. São estilos diferentes e de um lado, os fãs do futebol mais pirotécnico e bem apresentado encontrarão o que gostam com FIFA. Por outro lado, os puristas das táticas vão gostar das minúcias e jogabilidade do novo PES.

Sobre o Autor

Paulo Carmino