Cidadania

Prefeitura de SP incentiva a adoção de praças para revitalização

O projeto deve diminuir a burocracia e facilitar a articulação entre o poder público, empresas e sociedade civil para melhorar o cuidado com as praças da cidade.

A prefeitura de São Paulo lançou na última segunda-feira (20) o programa Praças Mais Cuidadas. Conforme informado pelo prefeito, Fernando Haddad, o projeto deve diminuir a burocracia e facilitar a articulação entre o poder público, empresas e sociedade civil para melhorar o cuidado com as praças da cidade.

A partir desta iniciativa, as aprovações de propostas para a administração de áreas verdes levarão entre 12 e 22 dias para serem liberadas. Antes disso, toda a burocracia que envolvia o processo de solicitação encaminhado à prefeitura chegava a demorar nove meses. Toda esta espera ocasionava desistências e limitava a ação da própria sociedade civil.

“Muitos empresários gostariam de ajudar a Prefeitura a cuidar melhor das praças em troca de um pequeno reconhecimento, que é a placa. Alguns dispensavam isso, nem queriam aparecer e só queriam ajudar a cidade a preservar os locais de convício. Mas, a burocracia para isso se viabilizar era infernal”, declarou o prefeito durante o anúncio oficial.

Atualmente a cidade de São Paulo conta com mais de cinco mil áreas consideradas praças. Com o programa, esses locais serão mais facilmente revitalizados e preservados, já que outra proposta municipal anunciada foi a volta dos zeladores das praças. Esta função será exercida por moradores da própria comunidade, capacitados e remunerados para vigiarem o local durante 30 horas semanais. “É um programa social de qualificação profissional, que tem como objetivo inserir os trabalhadores desempregados no mercado de trabalho”, explicou o secretário do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo, Artur Henrique.

Esta é mais uma das ações da prefeitura paulistana para incentivar a população a ocupar os espaços urbanos. “Esse era o programa, talvez, mais reivindicado e esperado pela população. A praça é um lugar de todos, que precisa ser apropriado pela população, precisa ter serviços, estar bonita, bem iluminada e com equipamentos públicos”, disse o secretário municipal de Serviços, Simão Pedro.

Redação CicloVivo