Tecnologia

Por quanto tempo o seu iPhone ou dispositivos Apple é atualizado?

Escrito por Paulo Carmino

Você já se perguntou por quanto tempo dura o iOS em seu iPhone? Sanamos essa sua dúvida para você

A Apple tem todo o controle do desenvolvimento de seus dispositivos e, por isso, ela oferece atualizações para o iOS em seus produtos por um período relativamente longo quando comparado ao Android.

Segundo esse gráfico disponibilizado pelo Statista, nos últimos anos a Apple tem oferecido um suporte mais longo para seus dispositivos mais antigos quando comparado aos primeiros modelos.

Quanto tempo dura as atualizações da Apple? (Foto: Statista)

Chama a atenção que o recente lançamento do iOS 13 contempla o iPhone SE, lançado em 2016, contrariando os rumores de que o dispositivo não receberia uma atualização.

Também podemos ver na tabela acima que o iOS 13 estará disponível para todos os iPhones de 2015 (iPhone 6s e 6s Plus) em diante.

Duração física do iPhone

Segundo um estudo feito pelo canal ZDNet, que analisa as vendas dos produtos da Apple assim como os dispositivos ativos no mercado, a estimativa é que os iPhones, iPads e Mac tem duração, em média, de quatro anos e três meses nas mãos do consumidor.

Por ser uma estimativa geral, esse número pode variar para mais ou para menos dependendo do quão bem o usuário cuida do dispositivo, assim como o modelo que ele tem em mãos. Um iPhone, por exemplo, é trocado com mais frequência do que um iPad e um Mac.

A análise também leva em consideração o fato de que a Apple diminui o desempenho dos dispositivos com baterias antigas para evitar o desligamento repentino por não comportar toda a tecnologia que as atualizações mais recentes necessitam.

iOS 13 contempla iPhones e iPod Touches
iOS 13 contempla iPhones e iPod Touches (Foto: Apple)

iOS 13 não contempla mais o iPad

Já fizemos um artigo bem completo mostrando todos os detalhes do que o iOS 13 trará de novidades.

No entanto, é importante ressaltar que a atualização, anunciada na Apple Worldwide Developers Conference em junho, é a primeira que separa o sistema operacional dos iPads, já que este último passará a contar com um sistema próprio, o iPadOS.

A base de ambos continua sendo a mesma, mas os iPads receberão funções inéditas que vão se aproveitar do tamanho do display. Já o iOS 13 é compatível com o iPod Touch também.

Resumo das novidades do iOS 13

A Apple confirma que o sistema operacional ficou 30% mais ágil em relação ao iOS 12. Tando a abertura de apps quanto a velocidade de downloads ficara, 50% mais rápidos. Já o Face ID para os mais dispositivos mais recentes, 30% mais veloz. O iOS 13 ganhou o Modo Escuro, onde todas as opções, apps e papéis de parede passam a ter versões clara e escura. Basicamente, ele substitui as cores tradicionais para tons como preto ou cinza, deixando o visual mais elegante.

Em relação a segurança, há funções como sign in with Apple que facilitam o registro em aplicativos e personaliza permissões, sendo possível também criar um e-mail apenas para essa conta. O iOS 13 também conta com o app nativo “Find My” (Encontre meu), que combina o Find My iPhone e o Find My Friends para localizar o dispositivo móvel mesmo offline.

Já a câmera ganha tem como atualização o modo “Hi-Key”, que coloca fundos brancos nas imagens. As ferramentas de edição de foto das atualizações anteriores também servem para editar vídeos agora. O Modo retrato ganhou recursos, e os álbuns ganharam um novo layout.

O aplicativo Google Maps também é otimizado e recebe uma cobertura mais ampla e detalhada, e de novidade há o Look Around, que é semelhante ao Street View do Google, mostrando imagens reais de onde você quer em 3D. O teclado ganhou os memojis e agora os usuários poderão usar o Quickpath, que permite digitar deslizando o dedo de uma letra para a outra.

Para mais informações sobre o iOS 13, confira nossa matéria especial no link abaixo:

Por quanto tempo tempo você permanece com o seu iPhone? Deixe nos comentários.

Sobre o Autor

Paulo Carmino