Geek

PlayStation 5: data de lançamento, preço, jogos e tudo que já sabemos sobre o novo console

Escrito por Paulo Carmino

Menos preocupada em guardar segredos, a Sony decidiu ser ela própria a fonte de “vazamentos” sobre o PlayStation 5 e soltou alguns detalhes oficiais sobre o console em várias ocasiões ao longo de 2019. Hoje já sabemos que o console PlayStation da próxima geração se chama PS5 (PlayStation 5) e será lançado no final de 2020 com algumas inovações, como uma unidade SSD substituindo o velho HDD e uma GPU capaz de gerar ray-tracing em tempo real.

Aqui reunimos tudo o que se sabe até agora sobre o PlayStation 5, começando com as especificações técnicas.

Qual será a GPU e a CPU do PlayStation 5?

O PlayStation 5 terá uma GPU personalizada baseada na arquitetura AMD Radeon Navi e uma CPU AMD Ryzen “Zen2” de terceira geração, com 8 núcleos e 7nm. De acordo com o engenheiro chefe do projeto do PS5, Mark Cerny, a GPU também será capaz de gerar ray-tracing em tempo real – técnica que simula interações complexas de luz em ambientes 3D e que até muito recentemente era possível apenas no cinema e em cenas pré-renderizadas.

Que tipo de armazenamento o PS5 terá?

O disco rígido interno que é padrão nos consoles da atual geração será substituído por uma unidade SSD (solid-state drive) no PlayStation 5, o que resultará em um enorme salto de performance nos jogos que precisam carregar dados do disco constantemente, como é o caso de Red Dead Redemption 2 e da maioria dos títulos em mundo aberto.

Usando Marvel’s Spider-Man do PS4 como exemplo, o jogo demora 15 segundos para carregar uma cena nova usando a opção de “fast travel” no console atual, e apenas 0.8 segundos no PS5. O SSD também permite percorrer o cenário de Manhattan na velocidade de um caça supersônico, enquanto no PS4 ele carrega no máximo na velocidade com que o Homem Aranha consegue balançar através de sua teia.

Os jogos do PlayStation 5 continuarão sendo oferecidos em mídia física, usando discos Blu-ray de tripla camada e 100 GB de capacidade, com suporte a vídeo 4K. A instalação desses jogos no SSD será mais versátil e o usuário poderá optar, por exemplo, por instalar apenas o modo multiplayer ou o single-player.

Uma patente revelada recentemente indica que a Sony também pode lançar um tipo de cartucho para o PS5, talvez na forma de SSDs externos armazenando um ou mais jogos. Caso isso se confirme, seria uma forma de evitar uma possível limitação de espaço do SSD padrão do PlayStation 5, visto que SSDs de grande capacidade de armazenamento ainda são caros.

Que resolução e taxa de quadros por segundo o PlayStation 5 terá?

A Sony já confirmou que o PlayStation 5 será capaz de reproduzir resolução de até 8K. Embora a maioria das televisões no mercado ainda não tenham suporte aos 8K, é provável que esta definição se torne mais comum nos próximos anos e esteja bem disseminada do meio para o final do ciclo do PS5.

Quanto às taxas de quadros, a Sony não está preocupada em estabelecer um padrão, mas é seguro dizer que os 60 quadros por segundo serão a média mais comum na geração do PlayStation 5.

Jogos do PS4 rodarão no PS5?

Sim, o PlayStation 5 rodará os jogos do PlayStation 4.

A retrocompatibilidade na linha PlayStation existiu até o PlayStation 3, mas foi interrompida com o PlayStation 4, embora muitos jogos antigos tenham sido lançados em versões remasterizadas. No PlayStation 5, até mesmo os modos multiplayer dos jogos antigos do PS4 funcionarão, portanto será possível continuar jogando títulos como Fortnite, Call of Duty: Modern Warfare e Gran Turismo Sport mesmo que eles não tenham versões próprias para PS5.

Segundo o CEO da Sony Interactive Entertainment (SIE), Jim Ryan, eles têm interesse em manter a comunidade que construíram no PlayStation 4 ativa enquanto fazem a transição para o console da próxima geração, e para isso é fundamental permitir o multiplayer entre as duas plataformas.

“A compatibilidade com versões anteriores, em uma era de rede, se torna algo incrivelmente poderoso”, explicou Ryan. “Por conta da comunidade de jogadores ser um pouco tribal em sua natureza, a compatibilidade retroativa nos dá a oportunidade de migrar essa comunidade a partir da PlayStation 4 para a próxima geração usando a capacidade de jogar os jogos do PS4 que eles têm em seu console de próxima geração – grupos de 10, 20, 50 jogadores, por isso vemos isto, dado o tamanho da comunidade que conseguimos acumular ao longo de todos estes anos e o trabalho árduo na PlayStation 4, como um fator de sucesso realmente crítico para nós. Achamos que é extremamente importante”.

Como será o controle do PlayStation 5?

A revista Wired já viu o controle do PS5 e relatou que ele é visualmente muito parecido com o atual DualShock 4. A principal inovação do novo controle – provavelmente chamado DualShock 5 – será o feedback háptico, que substituirá as simples vibrações pela tecnologia que simula sensações de tato, solavancos e movimentos mais complexos, como já existe nos controles Joy-Con do Switch.

“Com o háptico, você realmente sente uma gama mais ampla de reações; portanto, colidir com uma parede de um carro de corrida é muito diferente de um contato no campo de futebol. Você pode até ter uma noção de uma variedade de texturas ao percorrer campos de grama ou passar pela lama”, comentou o CEO da Sony, Jim Ryan.

Segundo a Wired, a tecnologia foi demonstrada a eles em versões para PS5 de Astro Bot e Gran Turismo Sport. Neste último, eles destacaram a sensação de passar a roda sobre a terra no limite do asfalto.

“A segunda inovação é algo que chamamos de gatilhos adaptativos, que foram incorporados aos botões de gatilho (L2 / R2). Os desenvolvedores podem programar a resistência dos gatilhos para que você sinta a sensação tátil de usar um arco e flecha ou acelerar um veículo off-road em terrenos rochosos. Em combinação com os hápticos, isso pode produzir uma experiência poderosa que simula melhor várias ações. Os criadores de jogos começaram a receber versões anteriores do novo controle e mal podemos esperar para ver para onde a imaginação deles está com esses novos recursos à sua disposição”, acrescentou Ryan.

O novo controle, segundo a Wired, é um pouco mais pesado que o atual DualShock 4 e usa um conector USB C para carregar. Uma patente publicada no Japão ilustra o que parece ser esse controle do PS5, que não terá mais o sensor luminoso na frente, mas manterá o painel tátil na parte de cima e outras características do DualShock 4.

Qual será o preço do PlayStation 5?

A Sony ainda não anunciou quanto o PS5 custará, mas segundo o engenheiro Mark Cerny, o preço será “atraente” diante da tecnologia oferecida.

“Acredito que poderemos lançá-lo em um SRP [preço de varejo sugerido] que será atraente para os jogadores à luz de seu conjunto avançado de recursos”, adiantou o porta-voz da Sony quando perguntado sobre o assunto.

É provável que nem mesmo a Sony saiba o preço do PlayStation 5 ainda, uma vez que ajustes podem ser feitos ao longo do processo de desenvolvimento e o preço final seja decidido mais próximo ao lançamento.

Como comparação, o PlayStation 4 custava US$ 400 no lançamento em 2013, mas o modelo anterior, PlayStation 3, foi lançado em dois modelos por US$ 499 e US$ 599.

Uma nova interface de usuário

A revista Wired também revelou que a interface do PlayStation 5 será bem mais moderna e terá um recurso que mostra as partidas multiplayer em andamento e missões que esperam pelo jogador nos modos single-player sem precisar entrar no jogo para isso.

Graças ao SSD, o carregamento dos jogos será instantâneo e lembrará a era dos jogos em cartucho, quando não havia telas de “loading”.

PlayStation 5 terá câmera? Como ficam as transmissões de gameplay no novo console?

As transmissões ao vivo de “gameplay” estão sendo encaradas como prioridades pela Sony e Microsoft no design do PlayStation 5 e do próximo Xbox, de acordo com um desenvolvedor que vazou imagens do kit de desenvolvimento do PS5 em setembro.

Os kits de desenvolvimento do PS5 e Xbox Project Scarlett teriam câmeras para transmissões ao vivo. Segundo os rumores, a câmera incluída no Xbox Scarlett é, no momento, a mais avançada, e tem capacidade de filmar em 4K e uma latência de apenas 2 quadros entre a filmagem e a transmissão.

A câmera do Scarlett seria tão boa que a Microsoft estaria usando uma demonstração no estilo do Snapchat, que muda a cena em tempo real para combiná-la com a iluminação do jogo. Em comparação, a câmera do PS5 foi descrita como tendo uma tecnologia mais antiga.

Ao incluir câmeras em seus próximos consoles, a Sony e a Microsoft estariam de olho na enorme popularidade dos streamings de gameplay, que têm criado celebridades na internet e grande engajamento do público. Para a Microsoft em particular, o novo Xbox poderia ser um elo para fortalecer sua plataforma de streaming Mixer.

O kit de desenvolvimento do PlayStation 5

Jogos já confirmados para o PlayStation 5

Como será retrocompatível com o PlayStation 4, na prática o PlayStation 5 estará bem abastecido com centenas de jogos desde o primeiro dia. É possível que alguns lançamentos tardios do PS4, como Dreams e Ghost of Tsushima e The Last of Us: Parte 2, tenham versões próprias para o PS5, mas a Sony ainda não confirmou isso.

Enquanto isso, a Polyphony Digital tem uma versão de Gran Turismo Sport rodando em 8K no novo hardware e não esconde que está produzindo o próximo jogo da série de corrida, que pode ser Gran Turismo 7 ou talvez uma nova versão de Gran Turismo Sport incrementada para o PS5.

Certo, por enquanto, é que a Bluepoint Games, autor do remake de Shadow of the Colossus, está produzindo um título “grande” para o novo console e a Bethesda já anunciou The Elder Scrolls 6 e Starfield como seus projetos para a nova geração.

A Square Enix também confirmou que Final Fantasy VII Remake será um jogo para PS4 e PS5 e o MMORPG Final Fantasy XIV está sendo adaptado ao novo console.

Sobre o Autor

Paulo Carmino