PET

Pit Bull adotado passa a ajudar pessoas que estão em tratamento contra o câncer

A Pit Bull Lady era uma cadela de quatro anos que, mesmo vivendo em um abrigo, era bastante carinhosa e que sempre fazia todos sorrir, por isso, Laura Griffiths, coordenadora voluntária da Baltimore Animal Rescue and Care Shelter (BARCs), ficava de coração partido ao ver que Lady nunca era escolhida para ser adotada.

Até que Laura se lembrou de uma pessoa perfeita para adotar a cadela.

Lady sempre foi uma cadela que conseguia fazer todo mundo sorrir. (Foto: Reprodução / Laura Griffiths)

Mandy Weikert, juntamente com seu noivo Chris Kimple, já tinha adotado um cão adulto da BARCs, mas, após perder o animal, ela não se sentia pronta para adotar outro cão mais velho. A convite de Laura, Mandy foi até o abrigo conhecer Lady, mas quando chegou lá teve um momento muito difícil lembrando-se de seu último cão.

Porém, ao ver Lady pela primeira vez, Mandy logo se derreteu com aquela carinhosa cadelinha que tinha o dom de fazer as pessoas abrirem um sorriso. Lady também parece ter gostado muito da sua nova tutora, pois ficou claro que havia uma conexão amorosa ali.

Lady sempre foi extremamente carinhosa e era amada por todos do abrigo. (Foto: Reprodução / Laura Griffiths)

Todos no abrigo ficaram emocionados quando Lady finalmente foi adotada e cada um de lá fez questão de se despedir da cadela. A adoção de Lady foi daquelas que quem trabalha em abrigos gostaria que todos os animais tivessem.

Quando Mandy e seu noivo chegaram em casa com Lady, imaginaram que ela poderia fazer uma pequena bagunça no local, mas ficaram bastante surpresos com a atitude da cadela, que entrou na casa como se ela fosse a dona do lugar e pareceu se sentir bastante confortável mesmo estando ali pela primeira vez.

Quando finalmente foi adotada, todos os voluntários fizeram questão de se despedir de Lady. (Foto: Reprodução / Laura Griffiths)

Apesar de ficarem bastante surpreendidos com a cadela, Lady ainda tinha muito mais para mostrar.

Mandy, que trabalha em no hospital FHL Blood and Cancer Specialists, decidiu levar Lady com ela um dia, assim como ela fazia com seu antigo cão. E foi lá que Lady realmente mostrou o seu dom.

No hospital, Lady consegue fazer as pessoas sorrirem, rirem e as ajuda, por um momento, a esquecer que estão passando por um tratamento duro dentro de um hospital. A cadela traz uma coisa boa e faz as pessoas se sentirem muito bem.

Ao ser adotada, Lady mostrou o seu verdadeiro dom, ajudar a confortar pessoas que estão passando por um momento difícil. (Foto: Reprodução / Mandy Weikert)

“Quando eles estão com a Lady, eles não são mais pacientes com câncer. São apenas pessoas que são felizes”, contou Mandy ao site da People.

Lady, que agora trabalha regularmente no hospital como cão de terapia, parece sentir a necessidade de cada paciente. Não é preciso que chamem a cadela, ela simplesmente sente que certa pessoa está precisando de conforto e vai até lá, fica pertinho ao lado do paciente, muitas vezes se deita com eles, e sorri para eles.

Lady se tornou cão de terapia e leva muito amor e carinho para pacientes que estão em tratamento contra o câncer. (Foto: Reprodução / Mandy Weikert)

Ela também está sempre pronta para um abraço, que ajuda a trazer ainda mais conforto. Parece que Lady nasceu para isso, ajudar a trazer mais conforto e sorriso para a vida das pessoas que estão precisando.

Além de ressaltar o valor que os animais que vivem em abrigo tem, a história da Lady mostra o quanto esse tipo de animal também pode fazer por nós.

 

Fonte: People


Notícias sobre Pets