Tecnologia

Pedaço de fita barata aumenta em 10% a vida útil da bateria do celular

Uma solução simples, barata e inédita. Uma equipe de pesquisadores da Universidade Dalhousie, em Halifax, no Canadá, descobriu uma maneira extremamente simples e barata de prolongar a vida útil da bateria de dispositivos móveis como smartphones e notebooks.

Os cientistas descobriram que o simples fato de substituir a fita adesiva usada para unir os componentes de uma bateria de íons de lítio pode estender a duração em até 10%.

A tradicional fita de polietileno tereftalato (PET) – um polímero termoplástico – usada atualmente tende a se dissolver devido às reações químicas que acontecem na bateria, levando à autodescarga com o passar do tempo.

Imagem: Brett Ruskin / CBC

Fita milagrosa… e barata

Ao trocar a fita PET por outra de polopropileno (PP), o resultado foi surpreendente. Curiosamente, a fita PP custa praticamente a mesma coisa da atual fita PET – o que significa que a substituição não envolveria custos adicionais à fabricação.

Assim, os pesquisadores canadenses descobriram que a vida útil das baterias usando fita PP é até 10% maior e a autodescarga diminui em até 70%.

O artigo da pesquisa “Melhorando as células de íons de lítio substituindo a fita gelatinosa de tereftalato de polietileno”, foi publicado na revista científica Nature Materials.

Mais bateria no seu dia!

Agora, provavelmente, é mera questão de tempo para que as fabricantes de smartphones e outros dispositivos móveis façam a transição para o novo material. Quem ganha, somos nós; 10% a mais não é de se jogar fora – muito menos quando o que está envolvido é uma fita adesiva barata. Santa Ciência!

Vista do close-up de uma jovem segurando um smartphone; a tela do aparelho mostra a ilustração de uma bateria fraca

Imagem: McLittle Stock/Shutterstock

Fonte: CBC


Créditos: TecMasters