Tecnologia

Os 20 melhores filmes de comédia no streaming

São muitas as opções para se divertir com filmes engraçados nos diferentes serviços digitais. Por causa da variedade, é normal que o público fique um pouco indeciso ou um tanto quanto perdido na hora de escolher a sessão. Por isso, o Showmetech montou uma lista com os 20 melhores filmes de comédia no streaming.

O levantamento tenta reunir longa-metragens de épocas distintas, com espaço para obras clássicas e sucessos contemporâneos do gênero criado para fazer o espectador rir. Os filmes estão espalhados por diferentes plataformas, com opções de estilos para praticamente todos os públicos.

Apertem os Cintos… O Piloto Sumiu! – Amazon Prime Video e Telecine

Um dos grandes clássicos da chamada ‘comédia besteirol’, Apertem os Cintos… O Piloto Sumiu! (1980) é uma metralhadora de piadas sobre o mundo da aviação, seja sobre as viagens, o trabalho dos profissionais do setor ou a experiência dos viajantes. Na história, parte da tripulação de um voo passa mal por causa de alimentos contaminados e o piloto morre envenenado, com um problemático ex-piloto de guerra sendo a única esperança de todos. O filme tem no elenco nomes como os dos veteranos Leslie Nielsen (1926 – 2010) e Lloyd Bridges (1913 – 1998), com seu sucesso rendendo uma continuação, em 1982.

As Patricinhas de Beverly Hills – Globoplay, HBO Max e Telecine

Encontrar questões reais e importantes dentro do universo fútil de estudantes ricos, além de explanar situações cômicas dessa realidade, faz parte do roteiro de As Patricinhas de Beverly Hills (1995). A protagonista Cher (Alicia Silverstone) apresenta a história para o público. Entre muitas compras, looks descolados para a época, rotina com agenda chique e o cotidiano no colégio, ela tenta ajudar uma aluna recém-chegada e precisa lidar com a presença do meio-irmão que odeia as futilidades da nova geração de filhinhos de papai e patricinhas.

Corra Que a Polícia Vem Aí! (1988) – Amazon Prime

Leslie Nielsen (1926 – 2010) acabou por se tornar símbolo de atrações de comédias espalhafatosas e de humor nonsense. Talvez um de seus trabalhos mais conhecidos e lembrados pelo público seja Corra Que a Polícia Vem Aí! (1988), no qual vive o incompetente detetive Frank Drebin. O protagonista se coloca em meio a bizarras situações durante a investigação de um atentado para assassinar a rainha Elizabeth II, em viagem para os Estados Unidos. As brincadeiras com clichês de filmes policiais são extrapoladas e parte da graça é tentar identificar esses momentos, com o carisma de Nielsen ajudando nas risadas.

Debi & Loide – Dois Idiotas em Apuros – Netflix

A estupidez é levada a um dos níveis máximos em Debi & Loide – Dois Idiotas em Apuros (1994). Como diz o título, o longa-metragem conta com dupla de amigos com pouca inteligência prática que se mete em uma confusão atrás da outra. Lloyd (Jim Carrey) é motorista que se apaixona por uma cliente do serviço, com a jovem tendo deixado para trás uma mala. Ele pega o pertence na esperança de poder reencontrá-la, mas se vê em meio a uma história policial. Harry (Jeff Daniels) o acompanha na jornada, recheada de momentos bizarros, mal entendidos, piadas grotescas e arsenal de piadas em torno dos carismáticos personagens. 

Férias Frustradas (1983) – HBO Max

A família Griswold é uma das mais azaradas do cinema. Eles são famosos por se meterem em situações nada comuns durante o período de descanso que tiram em conjunto. Entre diversos filmes da saga, o primeiro que dita o ritmo de toda a franquia é Férias Frustradas (1983). O parque de diversões Walley World é o destino do clã, mas precisam enfrentar viagem de carro por dias ao longo dos Estados Unidos. Na companhia da mulher Ellen (Beverly D’Angelo) e do casal de filhos, o patriarca Clark (Chevy Chase) tenta se manter positivo diante da sequência de problemas.

Luzes da Cidade – Telecine

Gênio do cinema e, principalmente, da arte da comédia, Charles Chaplin (1889 – 1977) não poderia ficar de fora da lista. Ele coloca sua facilidade de divertir o público em meio a questões sociais em Luzes da Cidade (1931), que também trata de amor e sonhos. O personagem do vagabundo de cartola e bengala que o deixou conhecido leva os espectadores para ver uma inesperada mudança de planos de um homem rico de se matar num momento de embriaguez, ao mesmo tempo em que o protagonista se apaixona por uma florista cega que acredita que ele seja milionário. Famosos momentos da trajetória de Chaplin estão no filme.

Máfia no Divã (1999) – HBO Max

Os dramas pessoais vividos por um chefe da máfia ítalo-americana são tratados com bom-humor ao mesmo tempo em que o público acompanha o tratamento do personagem. Em Máfia no Divã (1999), Paul Vitti (Robert De Niro) começa a ter crises de ansiedade e decide se encontrar com o psiquiatra Ben Sobel (Billy Crystal) sem que a ‘família’ saiba das sessões. Mas os encontros ocorrem em horários aleatórios, momentos estranhos e em contextos nada comuns. Além da ideia criativa do roteiro, o filme ganha força na troca de energia entre os atores, com Crystal deixando De Niro livre para fazer comédia.

Minha Mãe é Uma Peça – O Filme – Netflix, Globoplay e Telecine

Dona Hermínia acabou por se tornar uma das mães mais queridas do Brasil. Ela é criação do ator Paulo Gustavo (1978 – 2021), que levou a imitação da matriarca para o teatro e depois para os cinemas em Minha Mãe é Uma Peça – O Filme (2013). No primeiro longa-metragem da trilogia, a protagonista descobre que os dois filhos adolescentes a acham chata e ela decide passar uns dias longe de casa com uma tia. Entre fatos novos com as crias e o ex-marido e recordações do passado, Dona Hermínia faz o público rir com seu estilo espalhafatoso e amoroso com toda a família.

Missão Madrinha de Casamento – Netflix e Telecine

A dinâmica de pessoas reunidas para a preparação de um casamento e diversas confusões na jornada até a esperada festa já foi apresentada por diversas vezes em filmes. Missão Madrinha de Casamento (2011) quebra a já batida perspectiva masculina sobre o tema ao colocar um grupo de mulheres no centro das atenções. Annie (Kristen Wiig) reflete sobre sua vida quando é convidada por Lillian (Maya Rudolph) para ser a madrinha de casamento da melhor amiga. A protagonista puxa uma série de momentos estranhos e bizarros no convívio com outras garotas que também estarão no evento.

Monty Python em Busca do Cálice Sagrado – Netflix

O lendário grupo de humor britânico Monty Python faz da época medieval um campo fértil para brincar com situações, desconstruir ideias e fazer tiradas bizarras com figuras históricas. Em Monty Python em Busca do Cálice Sagrado (1975), a trama mostra a jornada de Rei Artur e seus cavaleiros atrás do Santo Graal, o maior tesouro da Idade Média. Trata-se do primeiro longa-metragem para o cinema do projeto humorístico nascido na TV da Inglaterra. Entre os momentos de destaque estão o discurso de camponês que não aceita a figura do rei e o duelo com um cavaleiro que recusa a derrota.

Noivo Neurótico, Noiva Nervosa – MGM e Telecine

O escritor, diretor e ator Woody Allen coloca grande parte de suas ideias e paranoias sobre os relacionamentos na trama de Noivo Neurótico, Noiva Nervosa (1977), um de seus trabalhos mais conhecidos e celebrados. Ele vive um humorista divorciado que começa a sair com uma jovem cantora (papel de Diane Keaton) após 15 anos em terapia. O convívio do casal evolui rápido e não faltam observações ácidas sobre afinidades, divergências, conflitos e possibilidades dentro de uma relação. A comédia venceu quatro Oscars, entre eles o prêmio de melhor filme, na cerimônia de 1978.

O Âncora: A Lenda de Ron Burgundy – Paramount+

O estilo escrachado do comediante Will Ferrell puxa o ritmo de O Âncora: A Lenda de Ron Burgundy (2004), um dos pontos mais altos de sua trajetória profissional. Ele brilha no papel de Ron Burgundy, âncora de TV dos anos 1970 com mania de grandeza, jeito peculiar, machista ao extremo, egocêntrico e pouco inteligente. Seu reinado na emissora onde trabalha passa a cair com a chegada da jornalista Veronica (Christina Applegate), que passa a dividir os holofotes do jornal com o protagonista. A guerra de amor e ódio entre os personagens segue ao longo de toda a trama.

O Auto da Compadecida – Globoplay e Telecine

Baseado em peça de mesmo nome dos anos 1950 do escritor Ariano Suassuna, O Auto da Compadecida (2000) está na lista de grandes e populares produções do cinema brasileiro. O conto tem a comédia como fio principal em meio à mistura de subtramas que falam de problemas sociais, mentiras de diferentes proporções, reflexão, fé e redenção. Todas as histórias têm o esperto João Grilo (Matheus Natchergaele) e o covarde Chicó (Selton Mello) envolvidos em armações com figuras de pequena vila no sertão da Paraíba, como a família do padeiro, o padre, a filha do coronel local e um cangaceiro de passagem.

O Grande Lebowski – Amazon Prime Video e Telecine

Jeffrey Lebowski (Jeff Bridges), mais conhecido como o Cara, não gosta de responsabilidades, fica longe de empregos e adora beber. A rotina do protagonista se agita quando bandidos invadem sua casa e ele é atacado por causa de uma dívida da mulher do Senhor Lebowski. A confusão por causa do nome o coloca no meio da trama com sequestro, pagamento de resgate, roubo de um tapete, discussões com um amigo neurótico por armas e um campeonato de boliche, entre outros fatos estranhos que quase vão além das viagens psicodélicas do personagem. O Grande Lebowski (1998) tem direção dos irmãos Ethan e Joel Coen. 

Os Caça-Fantasmas – Starzplay e Star+

Entre diversos filmes produzidos na década de 1980 que se tornariam clássicos modernos e entrariam nessa singela lista de melhores filmes de comédia no streaming, Os Caça-Fantasmas (1984) aparece nos primeiros lugares de atrações mais queridas do público. As piadas e tiradas cômicas se misturam com trama sobrenatural na medida em que um grupo de cientistas estuda a existência de seres do outro mundo e abre uma agência para capturar ou exterminar esses fantasmas. O elenco estrelado, com nomes como Bill Murray, Dan Aykroyd e Sigourney Weaver, também chama a atenção em meio a efeitos visuais que apresentaram ao público o gigante Monstro De Marshmallow. 

Quanto Mais Quente Melhor – MGM e Telecine

Considerada uma das grandes comédias de todos os tempos, Quanto Mais Quente Melhor (1959) tem um estilo clássico para lidar com temas que podem parecer um tanto quanto ultrapassados. A história se passa no fim da década de 1920 e mostra os músicos Joe (Tony Curtis) e Jerry (Jack Lemmon) como testemunhas de uma execução feita por gângsters. Eles começam a ser perseguidos e se fantasiam de mulheres para integrar uma banda somente com garotas, entre elas a cantora Sugar Kane (Marilyn Monroe). Situações estranhas, momentos de ação e cenas icônicas fazem parte do longa-metragem.

Os diretores e roteiristas Bobby e Peter Farrelly são especialistas em lidar com o chamado ‘politicamente incorreto’, ou seja, colocam na tela personagens, cenas e expressões que representam preconceitos de diferentes tipos, de físicos a sociais. O artifício recheia Quem Vai Ficar com Mary? (1998), que acompanha o tímido Ted (Ben Stiller) em busca de reaver o amor de sua adolescência. O problema é que Mary (Cameron Diaz) é apaixonada por diversos homens que cruzam seu caminho, incluindo o detetive que o protagonista contrata para encontrá-la e que começa a sabotar o reencontro.

Se Beber, Não Case! – HBO Max

A despedida de solteiro de Doug (Justin Bartha) não poderia ser mais estranha neste que é um dos melhores filmes de comédia no streaming. O noivo sumiu e o trio formado por Phil (Bradley Cooper), Stu (Ed Helms) e Alan (Zach Galifianakis) acorda num quarto de hotel em Las Vegas sem lembrar de nada que aconteceu na noite anterior. A junção de peças do quebra-cabeças de Se Beber, Não Case! (2009) segue com as descobertas dos personagens, que se apegam a pistas para criar cenários cada vez mais caóticos. Enquanto eles lamentam e se impressionam com os fatos, os espectadores desacreditam das loucuras, como arrancar um dente em aposta e roubar o tigre do ex-boxeador Mike Tyson.

 Superbad – É Hoje – Netflix

No gênero de comédias de adolescentes, talvez Superbad – É Hoje (2007) esteja entre as melhores já feitas. Ele conta com todos os elementos que caracterizam o estilo: dúvidas juvenis, busca por sexo, desejo de diversão com drogas e bebidas, mentiras para parecer mais velho e ensinamentos sobre amadurecer. Na história, Evan (Michael Cera) e Seth (Jonah Hill) estão prestes a terminar o colégio e uma grande festa ganha importância por ser o símbolo de último momento de união entre os amigos antes de cada um seguir seu caminho na vida universitária, com as coisas não saindo como esperavam.

Um Príncipe em Nova York – Telecine

Após se destacar no programa Saturday Night Live e estrelar alguns filmes, Eddie Murphy atinge um dos pontos altos da carreira com Um Príncipe em Nova York (1988), definitivamente um dos melhores filmes de comédia no streaming. Ele é um dos roteiristas da trama e comanda o elenco sobre integrante de realeza africana que tenta conhecer sobre o mundo real em viagem para os Estados Unidos. Herdeiro de Zamunda, o príncipe Akeem (Eddie Murphy) tem casamento arranjado, mas visita Nova York na figura de um rapaz pobre que se apaixona pela filha do dono da lanchonete onde passa a trabalhar. A parceria do ator com Arsenio Hall, no papel de amigo e serviçal, é uma das marcas da atração.

Veja também

E essa foi a lista de melhores filmes de comédia no streaming. A comédia também é um gênero importante entre as séries. Há histórias mais longas que conseguem divertir de diferentes maneiras, com opções para gostos variados nas plataformas digitais. Produções de destaque estão reunidas na lista das 30 melhores séries de comédia no streaming.

Fontes: Vulture, Esquire, Rotten Tomatoes