Autos

Novo Grand Cherokee chega com sete lugares e dá pistas do próximo Jeep brasileiro

Nova geração estreia nos Estados Unidos com 5,20 m de comprimento e opção de motor V8 de 357 cv

Por Marcelo Jabulas

Enquanto o Jeep de sete lugares, que compartilha base com Compass e Renegade, só chega no segundo semestre, nos Estados Unidos a marca revela a nova geração do Grand Cherokee, que chega com versões de seis e sete lugares.

O jipão topo de linha é, logicamente, bem maior que o futuro SUV pernambucano e conta com motorização mais robusta. No entanto, o novo Grand Cherokee estreia com elementos que foram extraídos do próprio Compass, como o acabamento que “divide” o teto das laterais e que escorre pela última coluna.

O novo Jeep também tem grade mais afilada, com as sete grelhas mais largas, como no SUV de Goiana. Mas ao que tudo indica, o brasileiro deverá manter os faróis iguais ao do Compass 2022, que estreia no primeiro semestre reestilizado. Trata-se de uma manobra para reduzir custos.

Mesmo assim, o grandalhão norte-americano pode indicar qual será a orientação visual do modelo de sete lugares nacional. Certamente ele não terá os mesmo 5,20 m de comprimento do Grand Cherokee, mas é esperado uma traseira mais vertical, para gantir espaço para cabeça nos dois bancos extras.

Interior

O novo Grand Cherokee pode ser oferecido com seis e sete lugares. A opção com seis lugares (que é muito popular nos EUA), conta com bancos individuais para cada passageiro, inclusive para a última fileira. O jipão também ganhou novo painel com quadro de instrumentos digital e imenso multimídia, que se conecta ao sistema de áudio premium McIntosh Laboratory.

A grande novidade é que o jipão conta com visão noturna externa e interna. Assim é possível ver se o pequeno, lá no fundão, está bem acomodado, sem a necessidade de virar para trás. Já o Jeep brasileiro por sua vez seguirá o padrão de acabamento do Compass. No entanto, terá apenas fileira central de três assentos, certamente com revestimento em couro, sistema Uconnect e tudo mais que é oferecido no médio pernambucano.

Motores

Por aqui, o jipe familiar será equipado com o novíssimo motor Firefly 1.3 turbo de aproximados 180 cv e caixa CVT, com emulação de 10 marchas. Ele também deverá manter a versão turbodiesel 2.0 de 170, para as versões com tração 4×4 e transmissão automática de nove marchas.

Já seu todo-poderoso irmão é equipado com o conhecido V6 Pentastar 3.6 de 290 cv e 35 mkgf de torque, mas também pode receber o imenso V8 Hemi 5.7 de 357 cv, que por aqui equipou a primeira geração do 300C.

Falar da chegada do novo Grand Cherokee ainda é precoce. No entanto, a julgar pela estratégia da FCA em fortalecer a marca, é possível que o jipão chegue por aqui para substituir a atual geração. Mas deve ser algo que pode acontecer apenas em 2022 e com preços acima dos R$ 400 mil.



Créditos: Autos Segredos