Geek

Here They Lie: Nossas 13 Inspirações Aterrorizantes

Escrito por Paulo Carmino

Desde o nosso último anúncio, Here They Lie já saiu das sombras e entrou direto no inconsciente coletivo dos entusiastas de PlayStation VR. Uma viagem sombria, cheia de criaturas malévolas, alucinações, experiências fora do corpo, reinos esotéricos e perguntas existenciais, tudo criado para te deixar em alerta, acordado à noite, aterrorizado e pensando sobre sua insignificância perante o universo.

Coincidentemente, tudo isso é o que eu mais amo no Halloween.

Para aterrorizar ainda mais as coisas no Halloween de Here They Lie, preparei 13 (meu número favorito) recomendações de livros e filmes que foram grandes influências no desenvolvimento do jogo.

Continue por sua própria conta e risco…

13.) O Rei de Amarelo (The King In Yellow) — Robert W. Chambers
O Rei de Amarelo foi escrito em 1895. E ainda continua sendo apavorante. Minha pedida favorita para um clássico do horror cósmico e sobrenatural. Uma inspiração para os tons mais soturnos, simbólicos e do ocultos em Here They Lie e no Hanging Theater que você encontrará na cidade. Qual a cor do vestido de Dana, mesmo?

12.) Cores do Destino (Upstream Color) — Shane Carruth
Um filme belíssimo, surreal e bastante inteligente. Cores do Destino influenciou a personagem Dana em Here They Lie, assim como o ritmo e o tom da experiência em geral. O foco em efeitos de som e nos tons ambientais foram grandes influências no design do som e da trilha sonora de Here They Lie.

11.) A Montanha Sagrada (The Holy Mountain) — Alejandro Jodorowsky
Posso dizer que esse filme inspirou a jornada simbólica do jogador em Here They Lie mais do que qualquer outra obra. Um trabalho interpretativo que impele o jogador em cenários hipnotizantes – o que fará com que você compare a realidade do jogo com a sua vida real, seus entendimentos e suas decisões. Isso te lembra algo?

10.) Além do Arco-Íris Negro (Beyond The Black Rainbow) — Panos Cosmatos
Um dos meus filmes preferidos de todos os tempos, Além do Arco-Íris Negro serviu como uma grande inspiração para o início do desenvolvimento de Here They Lie. O uso das cores, a composição poderosa de cada tomada, o ritmo cadenciado que aumenta a tensão e a trilha sonora com sintetizador foram grandes influências para nós.

9.) Violência Gratuita (Funny Games U.S.) — Michael Haneke
Um filme único (spoilers) porque o vilão/assassino também é o diretor do filme. Ele controla o filme diretamente em certos momentos, quebrando a quarta parede e voltando no tempo para impedir que as vítimas escapem. Essa técnica, além dos psicopatas riquinhos com uniformes de tênis, foram uma forte inspiração para elementos de Here They Lie.

8.) Mistérios e Paixões (Naked Lunch) — David Cronenberg
Um filme estranho, maravilhoso, perturbador e incrível. Mistérios e Paixões gira em torno dos temas da sanidade, da culpa, do vício, da luxúria e da autoestima, inspirando a jornada de Buddy em Here They Lie.

Here They Lie, PS VR

7.) O Homem Duplo (A Scanner Darkly) — Philip K Dick
Como muitas histórias de Philip K Dick, essa faz com que você se questione sobre coisas bastante estranhas a respeito da realidade física, consciência e identidade. Ele é um mestre em fazer com que você sinta uma falsa sensação de segurança antes de revelar o que há de mais sombrio por trás de sua existência.

6.) Eraserhead (Eraserhead) — David Lynch
Somos muito fãs do trabalho de David Lynch, mas esse filme foi uma influência direta no visual e narrativa de Here They Lie. Um filme bastante perturbador, mas que traz uma discussão simbólica sobre temas existenciais.

5.) Baraka (Baraka) — Ron Fricke
Uma grande obra do cinema — Baraka foi a fonte da qual bebemos para obter uma inspiração mais meditativa para o desenvolvimento de Here They Lie. Você pode ver e ouvir as influências da obra nas partes mais surreais da experiência, como no espaço desértico ou ao embarcar em uma volta psicodélica em um barco em Here They Lie.

4.) Alucinações do Passado (Jacob’s Ladder) — Adrian Lyne
Outra grande influência em Here They Lie — Alucinações do Passado me lembra de momentos da vida real nos quais as coisas parecem não funcionar direito… quando você vê uma sombra, ou uma forma de canto de olho. O filme inspirou a jornada psicológica sombria de Here They Lie, assim como as sequências subterrâneas ou no metrô.

Here They Lie, PS VR

3.) Anticristo (Antichrist) — Lars Von Trier
Um dos filmes mais perturbadores já criados, mas também um dos mais bonitos, marcantes e oníricos da atualidade. Anticristo inspirou as sequências com Dana, bem como o tom geral e a simbologia de Here They Lie. Cuidado com essa referência. Sério… depois não diga que eu não avisei.

2.) À Procura de Kadath (The Dream-Quest of Unknown Kadath) — H.P. Lovecraft
Pode parecer óbvio, quando você jogar Here They Lie, que H.P. Lovecraft é uma das nossas grandes influências. Essa narrativa do Ciclo dos Sonhos é uma de suas histórias mais estranhas e oníricas. Há muitas conexões com essa história em Here They Lie. Existe até uma faixa na trilha sonora chamada Nyarlathotep.

1.) O Iluminado (The Shining) — Stanley Kubrick
Uma obra-prima absoluta do cinema — uma verdadeira obra de arte e um dos melhores filmes de todos os tempos — do gênero de terror ou qualquer outro. O filme funciona em muitos níveis — ele não vai deixar você descolar da cadeira por um minuto e vai te levar por um labirinto de emoções. O Iluminado é uma das inspirações mais fortes por trás de Here They Lie.


Então, agora que você conhece 13 dos meus segredinhos, quais são seus favoritos? Você tem mais recomendações?

Eu mal posso esperar para que você possa mergulhar no PlayStation VR e experimentar o terror de Here They Lie. Talvez esse seja o melhor programa para um Halloween aterrorizante. E não se esqueça de que Here They Lie vai chegar ao PS4 – fique ligado para mais detalhes!

Sobre o Autor

Paulo Carmino