Vida Sustentável

Festival em SP reúne atividades gratuitas sobre sustentabilidade e arte

Obra de Jum Nakao, exposições, encontro de coletivos, piquenique, DJs e músicos das ruas e diálogos fazem parte do evento.

Trocar, compartilhar, experimentar. Esta é a proposta do Prototype – Festival de Sustentabilidade na Arte, iniciativa do Goethe-Institut e do Ministério da Cultura. O evento é parte da temporada “Alemanha + Brasil 2013-2014”, que acontece no próximo fim de semana em Pinheiros, na zona oeste de São Paulo.

Com patrocínio da Mercedes-Benz do Brasil, o festival vai utilizar energia provida por pedaladas de bicicleta, além disso, todas as atividades têm como desafio utilizar o mínimo de energia elétrica para sua realização. Piquenique coletivo, ações participativas, instalações, pedalada, música ao vivo, bate-papos, intervenções de artistas nacionais e internacionais fazem parte da programação, sempre priorizando o coletivo e a troca entre público e artistas.

Conheça os destaques da programação:

Escultura do artista Jum Nakao: Criada especialmente para o festival. A escultura se inspira na ideia de uma fonte e promete provocar no público a experiência de mergulho em sentimentos antagônicos, além de uma profunda reflexão sobre como estamos afetando o planeta.

– Coletivos e movimentos urbanos: Ogangorra, Rios e Ruas, Horta das corujas, Bike Party e “A batata precisa de você” também marcam o evento. Cada coletivo irá propor atividades e intervenções que relacionam sustentabilidade e arte. Oficinas de horta urbana, bike party e outras intervenções acontecerão ao longo do festival, que também propicia o intercâmbio entre esses coletivos e o público, oferecendo-se como plataforma para suas iniciativas.

– Piquenique coletivo: No deck da Praça vai ser uma ótima chance de juntar os amigos e as crianças, e valorizar uma vida mais saudável, sustentável e feliz. Para ambientar o piquenique, coletivos que organizam festas de rua vão se apresentar: Metanol na Rua, Saloon das Minas e Barulho, além do DJ ambulante Chico Tchello.

– Instalação sonora participativa “Fruta faz música”: Dos artistas berlinenses Jan Brokof e Gregor Knüppel, a instalação funciona com uma bateria composta por frutos cítricos, que precisam ser constantemente trocados pelo público para continuar gerando o seu som.

 – Músicos de rua de São Paulo: Teko Porã e Slap Acústico, além de trazer performances musicais dos grupos Voodoohop + Keroøàcidu Suäväk e Chippanze para apresentar o seu som na Praça. A experiência desses músicos que atuam sem infraestrutura ou recursos energéticos, adaptando-se continuamente às condições do local, é totalmente alinhada à ideia do festival. Chippanze.org faz som com videogames transformados em controladores musicais eletrônicos. Já o Voodoohop apresentará um projeto de experimentações sonoras e performáticas, unindo música, artes cênicas e visuais.

– Obras feitas por alunos do CEU Jaguaré: Uma escultura chamada “Homem de Lixo”, feita de material descartado é a proposta do grupo Urban Trash Art, dos artistas Rodrigo Machado e Pado, de São Paulo. Questionando o consumo e tendo como matéria-prima o lixo, os jovens reutilizam de forma criativa esses materiais, dando forma a um ser humano. Também a dupla 44Flavours dos berlinenses Julio Rölle e Sebastian Bagge vai atrás de objetos antigos e sem utilização que guardam histórias curiosas, assim como os abrigos desses objetos.

 – Convidados discutem as interfaces entre arte e sustentabilidade: Discussões em diversos formatos com coletivos do Festival e com especialistas como a chef Claudia Mattos, a escritora e jornalista Marcia Tiburi e o coordenador do GVces, Aron Belinky. 

– Mapa afetivo da cidade de São Paulo: Um mapa será construído junto com público e estará instalado na Praça para todos aqueles que quiserem demonstrar de uma forma criativa o seu afeto por São Paulo.

O evento acontece entre os dias 12 e 13 de abril, sábado e domingo, das 11h às 18h. Gratuito e aberto ao público. A Praça Victor Civita está localizada na Rua Sumidouro, 580, Pinheiros, situada ao lado da Estação Pinheiros do Metrô e do terminal de ônibus Pinheiros. Estacionamento para bikes está disponível na Praça. Veja aqui a programação completa.