Tecnologia

Etiópia recebe tecnologia para o abastecimento de água e energia

No meio da Etiópia, água potável e eletricidade são difíceis de encontrar. Este fato incentivou a criação de uma casa, equipada com tecnologia fotovoltaica, capaz de fornecer água e energia limpa.

No meio da Etiópia, água potável e eletricidade são difíceis de encontrar. É em parte por esta razão que o primeiro-ministro do país, Meles Zenawid, tem tentado implementar a polêmica barragem Grand Renaissance Dam, que irá reescrever o controle histórico do rio Nilo, Egito.

Enquanto isso a DWC (DecRen Water Consult – que oferece soluções descentralizadas e integradas para o setor da água alimentadas por energias renováveis), os mesmos que desenharam a primeira ‘eco-piscina’ livre de produtos químicos, em Marrocos, transformou completamente a vida dos moradores de Afar (estado étnico da República Federal da Etiópia) pela instalação de um inovador serviço de carregamento de celular e de água, movido a energia solar.

A DWC trabalhou com a organização não-governamental etíope SMART (Sustainable Management of Alternative Renewable Technologies, ou em português, Gestão Sustentável das Tecnologias Renováveis​​ Alternativas), a fim de construir uma casa de hóspedes e outras facilidades. Este lugar é referido como Hyena Lodge, porque estes animais podem ser vistos ali à noite a uma pequena distância.

Na pequena propriedade existe um quiosque, onde os aldeões fazem fila para recarregar seus telefones móveis e encher suas latas de 20 litros por uma pequena taxa.

A equipe instalou um rastreador solar com 16 módulos fotovoltaicos. Dois destes módulos são usados ​​para recarregar os telefones celulares, enquanto os 14 restantes são usados ​​para alimentação da bomba de água que pode ser usada para abastecimento, toalete e ducha fria. A água para beber localizada no tanque de cinco metros cúbicos é desinfetada e polida com tecnologia UV.

Enquanto isto pode não parecer uma ciência de alta tecnologia, particularmente em comparação com alguns dos desenvolvimentos solares maciços que estão surgindo, na Etiópia, este centro pode significar a diferença entre a vida e a morte.

Cerca de dez mil a 15 mil habitantes, que anteriormente batalharam para encontrar água potável tem agora acesso a uma fonte segura, que vai estar disponível para eles todo o ano. Com informações do Ethiopia Embassy.

Redação CicloVivo