Negócios

Empresa belga fabrica garrafas plásticas com lixo do mar

A marca recolhe o plástico do mar e reaproveita este material para fabricar novas embalagens.

A Ecover, empresa especializada na fabricação de produtos de limpeza, encontrou uma maneira de reaproveitar resíduos retirados do oceano. A marca recolhe o plástico do mar e reaproveita este material para fabricar novas embalagens.

A iniciativa é fruto de uma parceria com outra empresa, a Logoplaste, responsável pela tecnologia. As novas garrafas são feitas com uma mescla entre o plástico retirado do mar e plástico feito de cana de açúcar. Inicialmente as embalagens serão feitas com 10% de material reaproveitado, mas as empresas pretendem aumentar esse percentual para torná-la mais sustentável.

A necessidade dessa mistura de matéria-prima ocorre devido à diversidade na qualidade dos plásticos retirados do oceano. Portanto, a marca utiliza o plástico de origem vegetal para garantir a qualidade e resistência necessária para o armazenamento de produtos de limpeza.

A Ecover pretende lançar a nova embalagem no Reino Unido ainda neste mês.


Foto: Divulgação

O problema do plástico no oceano

De acordo com a Sociedade de Conservação Marinha, os peixes ingerem o equivalente a 24 mil toneladas de plástico ao ano. “A escala do problema é enorme. A cada ano, pelo menos um milhão de aves marinhas e cem mil tubarões, tartarugas, golfinhos e baleias morrem por comer plástico”, explica Philip Malmberg, presidente-executivo da Ecover, em declaração ao jornal britânico The Guardian.

A coleta do plástico é feita por barcos especializados, capazes de retirar até oito toneladas de resíduos, e também por pescadores que recolhem o plástico misturado em suas capturas e depositam os resíduos em pontos específicos de coleta.

Redação CicloVivo