Geek

EA mostra os cabelos da próxima geração em demonstração do Frostbite

Escrito por Paulo Carmino

Os engenheiros da EA estão cuidando dos cabelos para fazer bonito na próxima geração de consoles com o engine Frostbite.

Em uma nova série que pretende mostrar os avanços tecnológicos do Frostbite, a EA começou abordando a situação capilar do sistema gráfico, que será incrementada para permitir não apenas a renderização dos fios realisticamente, com balanço e representação dos fios individuais, como a interação do cabelo com luzes e sombras do ambiente.

“Nosso objetivo é produzir uma mudança gradual em cabelos em tempo real e alcançar resultados próximos à renderização em filme e off-line. Desde o ano passado, um pequeno grupo de engenheiros de física e processamento do Frostbite tem trabalhado para impulsionar essa tecnologia e, embora ainda tenhamos muito trabalho pela frente, estamos orgulhosos do que alcançamos. Isso não teria sido possível sem a ajuda de alguns incríveis criadores de conteúdo da Criterion, cujos recursos e feedback constante nos impulsionaram”, escreveram Jon Valdes e Robin Taillandier, da equipe de engenheiros do Frostbite.

O Frostbite já foi alvo de críticas e grandes discussões internas entre as equipes da EA, devido ao seus problemas de adaptabilidade a gêneros diversos, como RPG e jogos de esporte, mas o engine segue sendo a ferramenta oficial da EA, usada em praticamente todos os jogos da editora. Uma concessão ao Unreal Engine foi feita para a Respawn Entertainment, que está produzindo Star Wars Jedi: Fallen Order com a tecnologia da Epic, mas tudo indica que a EA insistirá com o Frostbite na próxima geração.

Sobre o Autor

Paulo Carmino