Geek

Death Stranding não é um jogo de stealth, mas de “strand”, diz Kojima

Escrito por Paulo Carmino

Hideo Kojima inventou um novo gênero, o “strand game”, para enquadrar sua nova criação, Death Stranding.

Pelo Twitter, o designer japonês publicou uma mensagem esclarecendo que os comentários sobre Death Stranding ser um jogo de “stealth” ou furtividade estão errados, e também não se trata de um jogo de tiro. Death Stranding é um jogo sobre conexão, em um gênero novo, que ele chama de “ação e strand (sistema de strand social)”.

“Como estou recebendo perguntas semelhantes, vou re-postar. DS não é um jogo furtivo. Poderia mover subjetivamente, mas não é um jogo de tiro FPS. Ao incorporar o conceito de conexão (strand), é um gênero totalmente novo chamado jogo de ação/strand game (sistema de strand social)”, explicou Kojima.

Em inglês, “strand” pode significar cordão ou fio, mas também a praia ou costa. Como verbo, a palavra ganha o significado de encalhar na praia/costa. Todos os significados parecem se encaixar, ainda que metaforicamente, no tema de Death Stranding, que mostrou nos trailers efeitos sobrenaturais de fios que caem do céu e cenas de baleias encalhadas.

No último trailer, o personagem de Norman Reedus é visto agachado na grama alta para evitar a detecção pelos inimigos, o que levou as pessoas a presumirem que o jogo seria de stealth como Metal Gear Solid.

Death Stranding, o primeiro jogo de ação e stranding que se tem notícia, sai no dia 8 de novembro.



Sobre o Autor

Paulo Carmino