Decoração & Design

Coréia do Sul tem espaço comunitário construído pelos próprios moradores

O local abriga lojas, workshops sobre reciclagem, sala de chá, horta comunitária orgânica e outros serviços que promovem a interação entre a população local.

Na Coréia do Sul um projeto comunitário resultou na criação de uma casa gigante de madeira, que reúne os mais diversos serviços. O local abriga lojas, workshops sobre reciclagem, sala de chá, horta comunitária orgânica e outros serviços que promovem a interação entre a população local.


Foto: Divulgação

O projeto é fruto da iniciativa Raumlaborkorea, um trabalho criado a partir do Raumlaborberlin, cuja missão é reunir e colocar em prática ideias que possam tornar o mundo um lugar melhor. As ações estão, normalmente, ligadas à arquitetura, mas são desenvolvidas a partir de estudos sociais, com o intuito de agregar qualidade de vida às comunidades em que estão inseridas.


Foto: Divulgação

Para a criação da Open House de Anyang, na Coréia do Sul, foram realizadas palestras, entrevistas, oficinas, pequenos eventos e diversas outras experiências de observação para que a comunidade fosse envolvida e tivesse parte de suas necessidades atendidas a partir do projeto.


Foto: Divulgação

A edificação possui quatro andares e 20 salas para os mais diversos usos. A construção foi feita com a participação de mais de 200 moradores locais, com o apoio da equipe interdisciplinar do Raumlaborkorea, e levou apenas algumas semanas para ficar pronta.


Foto: Divulgação

Entre os serviços disponíveis na Open House estão: aluguel de bicicletas, plantio em horta coletiva, exposições de arte, estúdio, bar, entre outras coisas. O local é muito mais do que um espaço com arquitetura diferente. Ele é considerado um laboratório para o constante aprendizado pessoal e criação coletiva aberto à comunidade.


Foto: Divulgação

Redação CicloVivo