Tecnologia

Conheça as lentes de contato que te deixam enxergar em realidade aumentada

Escrito por Paulo Carmino

A definição das lentes de contato Mojo Lens é 4 mil vezes melhor do que qualquer óculos de realidade virtual

Já pensou em ter “olhos inteligentes”? E se eu disser que você não vai nem precisar de óculos novos para isso funcionar? Pois essa é a proposta da startup Mojo Vision, que criará o que eles chamam de “as primeiras lentes de contato inteligentes” do mercado.

O produto, chamado Mojo Lens, utiliza “microeletrônicos e uma tela pequena para compartilhar informações críticas” e é uma forma de aperfeiçoar um dos sentidos humanos. Na prática, você terá direções ao caminhar na rua ou até mesmo linhas de texto projetadas direto nos seus olhos, ao realizar uma apresentação – convenhamos, é uma forma fácil de trapacear junto de um PowerPoint bem preparado.

As specs também impressionam, pois a tela embutida na lente é simplesmente o display mais denso já feito, com 2 milhões de pixels por polegada (ppi), o que é 4 mil vezes mais do que qualquer óculos de realidade virtual existente hoje no mercado.

2 milhões de pixels por polegada em apenas… uma polegada? (Divulgação)

Lentes de contato x visores de R.A.

O wearable de realidade aumentada tem como objetivo principal te deixar com as mãos livres, melhorando o seu foco a realizar ações sem precisar se incomodar com apetrechos. No próprio site do produto eles se vendem bem, com uma página de scroll interativo onde podemos ler “se você puder ver a rua à frente, melhorar sua visão e ver o mundo ‘olho no olho’? […] O amanhã está aqui”.

E eles têm um ponto claro: headsets de realidade aumentada não são discretos. Com certeza uma lente seria mais viável, além de você provavelmente ser mais eficaz na tarefa de ser levado a sério (seja em ambientes sociais ou profissionais). E a Mojo também explica que os dados coletados por eles são privados, pois “o que você decidir fazer com o Mojo Lens deve pertencer única e exclusivamente a você”.

mojo lens lentes de contato
Exemplos de como a Mojo Lens projetará conteúdo nos seus olhos; é como se fosse um holograma (Reprodução; FastCompany)

Além do entretenimento, um outro objetivo é levar a tecnologia àqueles com alguma deficiência de visão, seja crianças, adultos ou idosos. Para ter uma ideia, um exemplo de melhoria seria projetar o que você vir, mas com melhor contraste e ajustes de iluminação – sendo somente alguns exemplos, não atualmente funcionais no protótipo. A parceria com o Vista Center for the Blind and Visually Impaired, uma organização californiana especialista na área, com certeza irá ajudar nestes objetivos.

Muito Black Mirror

black mirror season 1
O episódio “The Entire History of You” já deixava uma pista do que esperarmos no futuro (Divulgação)

Há 9 anos, a série Black Mirror (atualmente marca da Netflix) já imaginou o conceito de “olhos inteligentes” em sua primeira temporada. O episódio “The Entire History of You“, um pouco diferente das tais lentes, mostra um aparelho que estaria localizado na sua orelha, que conversaria com seus olhos – tornando-os inteligentes. É uma forma de imaginar como as lentes inteligentes podem ser utilizadas na prática, gravando o seu dia-a-dia, com poder de reprisar. Já imaginou poder tirar screenshots de qualquer coisa que você visse?

Se as lentes forem realmente inteligentes, podemos ainda ter funções de produtos existentes como referência dos seus limites: além de aperfeiçoar a realidade, poderíamos projetar nossa visão em uma televisão ou ainda transferir nossas experiências para a nuvem, como já fazemos com smartphones. Na série vemos os lados positivos e negativos disso – mas tudo bem se você quiser “ver” só a parte utópica dessa história toda.

Infelizmente, ainda não há data para as lentes de contato irem à venda, porém, basta ver para crer: a Mojo Vision já arrecadou nada menos que 100 milhões de dólares em investimentos para o projeto. E aí, o que você faria com lentes de contato inteligentes?

Fonte: Mojo Lens

Sobre o Autor

Paulo Carmino