Tecnologia

Como usar o Off-Facebook Activity para gerenciar suas informações na internet

Escrito por Paulo Carmino

Com nova ferramenta, o Facebook quer dar aos seus usuários mais transparência e controle sobre os seus dados

Em agosto, o Facebook anunciou o “Off-Facebook Activity”, um novo recurso para que os seus usuários possam conferir que tipo de informação estão compartilhando com aplicativos e sites conectados com a plataforma. De acordo com a rede social, o recurso veio para ajudar os usuários a visualizarem e controlarem suas atividades fora da plataforma.

Aplicativos e sites gratuitos são mantidos com publicidade online onde os dados dos usuários são informações valiosas. Esses aplicativos e sites compartilham informações sobre interações e comportamento dos usuários nas plataformas, então essas informações são avaliadas para gerar anúncios mais efetivos, entre outros serviços.

Uma pessoa comum chega a ter mais de 80 aplicativos em seus smartphone e usa cerca de 40 por mês, o que torna uma tarefa muito difícil acompanhar quais informações e por onde tem compartilhado. Como funciona essa troca de informações entre aplicativos e sites não é clara para a maioria dos usuários, de acordo com o Facebook, o seu objetivo é educar os usuários com o novo recurso sobre essas práticas. A plataforma também atualizou sua Biblioteca de anúncios e lançou outro recurso chamado “Por que estou vendo esta postagem?”.

O que é Off-Facebook Activity?

O Off-Facebook Activity permite que o usuário tenha acesso a um resumo dos aplicativos e sites que rastreiam informações sobre suas atividades e permite que o usuário apague essas informações da sua conta, se desejar. O recurso é uma maneira da plataforma de dar aos usuários mais transparência e controle sobre os seus dados.

Por exemplo, um site de roupas quer exibir anúncios para pessoas interessadas em um novo estilo de sapatos. O site pode enviar informação à rede social dizendo que alguém em um dispositivo específico procurou por esse tipo de sapato. Se essas informações do dispositivo corresponderem à conta do Facebook de alguém, a plataforma poderá exibir anúncios sobre esses sapatos para essa pessoa.

Com o Off-Facebook Activity a pessoa pode controlar os dados que outros aplicativos e sites compartilham com o Facebook. O recurso permite:

  • Ver um resumo da informações que outros aplicativos e sites enviaram ao Facebook por meio das ferramentas de negócios online;
  • Desconectar essas informações da conta;
  • Escolher desconectar futuras atividades fora do Facebook da conta. É possível fazer isso para todas as atividades fora do Facebook ou apenas para aplicativos e sites específicos.

O Facebook começou a disponibilizar o recurso na Irlanda, Coréia do Sul e Espanha e pretende lançar para outros lugares nos próximos meses.

Como usar a ferramenta

Mesmo que o recurso ainda não esteja disponível por aqui, já podemos aprender a usá-lo e entender quais são os tipos de informações que uma rede armazena sobre os seus usuários.

Você já se perguntou por que os anúncios do Facebook são tão assustadoramente adaptados aos seus pensamentos mais aleatórios? É porque a plataforma recebe frequentemente informações sobre os sites que você pesquisa fora da rede. (Daí o nome “Off-Facebook Activity“.) Segundo o newsroom da empresa, esse é o tipo de dados que o novo recurso ajudará a proteger, pelo menos até certo ponto.

Então, como usaremos esse recurso? De acordo com as informações das capturas de tela publicadas no newsroom da rede social, quando o recurso estiver disponível na sua conta, você poderá usar as seguintes etapas para gerenciar seus dados o máximo possível:

funções do Off-Facebook Activity
Off-Facebook Activity é uma maneira de dar aos usuários mais transparência e controle sobre os seus dados.
  1. Vá para as suas configurações;
  2. Selecione a opção “Off-Facebook Activity” ou “Atividade fora do Facebook“;
  3. Para gerenciar seu compartilhamento de dados atual, clique em “Gerenciar sua atividade fora do Facebook“;
  4. Você verá uma lista de aplicativos e sites que compartilharam seus dados com o Facebook. Usando esta lista, selecione os sites que você deseja e não deseja compartilhar seus dados;
  5. Você pode selecionar a opção “Limpar histórico” se desejar desconectar todo o seu histórico de compartilhamento de dados da sua conta pessoal;
  6. Se você também deseja desconectar a coleta de dados futuros da sua conta, volte para a primeira página “Gerenciar sua atividade fora do Facebook“;
  7. Selecione “Mais opções“. A partir daí, selecione “Gerenciar atividade futura“;
  8. Opte por desativar o compartilhamento de atividades futuras.

O uso dessas etapas impedirá a rede social de vincular os históricos do seu site para personalizar anúncios específicos para você, pois eles serão desvinculados da sua conta pessoal.

O que acontece quando você limpa a ferramenta

Ao limpar as atividades no Off-Facebook Activity, a plataforma removerá as informações de identificação dos dados que aplicativos e sites optam por enviar. A plataforma não saberá mais quais sites você visitou ou o que fez lá e não usará os dados desconectados para direcionar anúncios no Facebook, Instagram ou Messenger.

Ao visitar a ferramenta, você verá os sites e aplicativos que usa regularmente, mas também poderá ver alguns serviços que não reconhece. Por exemplo, um site que você não visitou pode aparecer porque um amigo o procurou no seu smartphone. Ou porque você compartilha um computador com outras pessoas.

Para ajudar a responder a perguntas comuns que os usuários possam ter, a plataforma disponibilizou informações adicionais em sua Central de Ajuda.

Em um comunicado para a imprensa, o Facebook explicou que a ferramenta é um novo tipo de ferramenta e não havia nenhum modelo a ser seguido. A equipe de engenharia redesenhou os sistemas da plataforma e criou uma nova maneira de processar informações. Foram meses de pesquisa para obter informações de pessoas, defensores da privacidade na rede, formuladores de políticas de privacidade, anunciantes e grupos do setor.

A partir das respostas desses grupos, os desenvolvedores realizaram mudanças importantes. Por exemplo, vários meses após o desenvolvimento do produto, as pessoas pediram uma maneira de desconectar a atividade online futura de empresas individuais – não apenas de uma só vez.

Também ouviram de especialistas em privacidade que era importante poder reconectar um aplicativo ou site específico, mantendo outras atividades futuras desativadas. Então decidiram criar essas opções para que as pessoas pudessem ter um produto melhor, mesmo que isso tenha atrasado a distribuição do novo recurso.

“Esse recurso marca um novo nível de transparência e controle, e continuaremos melhorando. Estamos abertos para conversas com especialistas em privacidade, políticos e outras empresas sobre como continuar a construir ferramentas como esta”.

Erin Egan, diretor de Política de Privacidade, e David Baser, diretor de Gerenciamento de Produtos, em comunicado para a imprensa.

O Facebook e a segurança de dados

O Facebook já protagonizou diversas polêmicas sobre segurança dos dados dos seus usuários. A mais recente envolve os parceiros da plataforma e sua outra rede, o Instagram.

O site Business Insider descobriu que várias empresas parceiras da plataforma estavam violando as suas regras para desenvolvedores. Esses parceiros estavam coletando dados dos usuários do Instagram e armazenando senhas. Ao todo o Facebook possui mais de 600 empresas parceiras de marketing, que agora estão passando por revisão para averiguação de irregularidades.

Fonte: Facebook, Bustle e Business Insider

Sobre o Autor

Paulo Carmino