Mobilidade

Cicloturismo – Viaje o Brasil de bicicleta

O ciclismo, além de proporcionar aventuras e experiências, ser saudável, também é uma das maneiras mais ecologicamente corretas de se viajar.

O ciclismo, além de proporcionar aventuras e experiências, ser saudável, também é uma das maneiras mais ecologicamente corretas de se viajar.

Nesse contexto surgiu o cicloturismo, que basicamente é o ato de viajar pedalando sobre duas rodas. Os amantes da modalidade dizem que é possível ter um prazer totalmente diferente quando se viaja de bicicleta, pois é permtido uma integração maior com o meio que cerca o viajante.

O cicloturismo nasceu na Europa, onde as viagens de longas estradas é paixão comum. Alguns países como França e Europa chegam até a ter federações específicas para o cicloturismo.   

As viagens podem ser desde um passeio de final de semana, até viagens de meses ou anos. 

No Brasil, o ramo ainda é pequeno porém, se apresenta com grande potencial de crescimento – principalmente com os circuitos de montanha, que se mostram os favoritos graças às paisagens brasileiras e às más condições das estradas.

Confira alguns roteiros de cicloturismo brasileiros

1) Dom Joaquim (MG)

Beirando a Estrada Real, Dom Joaquim é uma pequena cidade do interior de Minas Gerais, com aproximadamente cinco mil habitantes. Antigamente ela era caminho para garimpeiros e tropeiros, hoje ela fornece diversos roteiros para viajantes, entre eles os ciclistas. 

Confira abaixo alguns roteiros possíveis de se fazer em Dom Joaquim: 

Ponte do rio que cai

Uma trilha leve, é uma boa opção para ciclistas iniciantes. O percurso começa e termina no centro de Dom Joaquim, e tem quase toda a sua extensão nas margens do Rio do Peixe.

Um dos atrativos do caminho é justamente uma ponte construída em madeira e cabos de aço, que balança quando alguém passa por ela. O roteiro possui uma grande biodiversidade, principalmente de pássaros que podem ser vistos aos montes na parte da manhã.

Ainda é possível praticar caminhada, canoagem e nado. O Rio do Peixe, que margeia o caminho, é uma boa opção para pescaria, pois é famoso pela pesca do peixe Piau.

Maria Bamba

Nesse caminho, o atrativo principal fica por conta da cachoeira Maria Bamba, que tem 700 a 800 metros de quedas d’água e uma mata exuberante.

O caminho possui mais de 30 quilômetros, atravessa mais de cinco riachos e estradas estreitas, além de possuir trechos íngremes, porém, quem escolher esse caminho pode ser recompensado com a cachoeira Maria Bamba e uma vista de 360° das montanhas de Minas.

Para conhecer mais sobre os roteiros de Dom Joaquim basta acessar o site Bem Vindo Cicloturista, e ver as dicas de viagem. Um dos serviços prestados pelo site são os roteiros de viagem, permitindo que o viajante conheça caminhos e passeios. Junto a isso o site também fornece cartas de navegação e dados de GPS (caso o roteiro não seja sinalizado). Também é permitido fazer testes de condição física, pegar dicas de treino e nutrição.

2) Circuito Vale Europeu (SC)

Localizado no Vale Europeu, em Santa Catarina, o caminho foi o primeiro roteiro brasileiro planejado para o cicloturismo. Possui mais de 350 quilômetros de estradas de terra, que passam por diversos vilarejos de colonização européia. Para percorrer todo o percurso, é indicado aproximadamente sete dias.

O caminho possui uma boa parte de mata Atlântica intocada e é uma das áreas com maior número de nascentes do país, contando com diversos rios e cachoeiras.

Outra parte interessante do caminho, fica por conta da questão cultural, pois é permitido ao turista ter contato com diversas colônias alemãs e italianas.

Para obter informações sobre hospedagem, alimentação e retirada de passaporte e certificado basta acessar o site Circuito Vale Europeu.