Decoração & Design

Alunos constroem casa ecológica de brinquedo em colégio paulista

Uma escola de Campinas desenvolveu uma estratégia diferente para ensinar práticas sustentáveis aos alunos. Assim, criaram uma casa de brinquedos ecológica que ganhou o nome de Eco Casa. A construção levou sete meses para ser concluída.

O Colégio Franciscano Ave Maria, de Campinas, interior de São Paulo, desenvolveu uma estratégia diferente para ensinar práticas sustentáveis aos alunos. Assim, criaram uma casa de brinquedos ecológica que ganhou o nome de Eco Casa. A construção levou sete meses para ser concluída.

A casa foi construída por 180 crianças da instituição de ensino. Infelizmente, nas escolas municipais da cidade a disciplina educação ambiental não é obrigatória. Falta também um incentivo da prefeitura, que não tem nenhuma verba destinada a esse tipo de ensino.

O projeto foi coordenado por Rosangela Butti Cardoso, que considera essencial transmitir a consciência ambiental tanto para os filhos quanto para os pais. “A gente queria que eles [alunos] percebessem que é possível construir sem agredir o meio ambiente e que isso fosse conversado com os pais para que os problemas naturais do nosso planeta sejam amenizados o quanto antes.”

A Eco Casa tem 13 metros quadrados e 4,80 metros de altura. Para a construção foram usadas portas e janelas de construções demolidas. Já os tijolos foram feitos de areia, água da chuva e uma terra fabricada sem o uso de fogo, o que elimina o uso da combustão e desgaste de lagos.

O piso foi feito de pneus reciclados, o que de certa forma ajuda na prevenção de acidentes, pois se a criança cair ela dificilmente se machucará. Além disso, o projeto se preocupou em usar madeiras que foram plantadas em área de reflorestamento, as telhas são de fibra vegetal e no telhado há um aquecedor solar para esquentar a água do banho e economizar energia elétrica. Foi colocado também um depósito que armazena a água da chuva. Aliás, a tinta usada na pintura da casa é à base de água.

Além da construção, os alunos foram incentivados a reduzir o lixo, com a reutilização e separação dos materiais para reciclagem. Os professores de outras séries viram a Eco Casa como uma oportunidade de ensinar diferentes áreas do conhecimento. A matemática, por exemplo, foi aplicada para fazer contas de tijolos e cimento necessários para concluir a obra e com a ajuda da geografia, foram analisados os impactos ambientais que grandes construções geram no planeta. Com informações da EPTV.

Redação CicloVivo