Negócios

5 passos para ficar mais próximo de ser rico

Escrito por Forbiddeen

Quem não gostaria de ficar rico, não é mesmo? Pois segundo diversos especialistas em finanças pessoais, enriquecer é uma questão puramente de escolhas e exige dedicação e um pouco de paciência.

A menos que você ganhe na loteria Mega Sena ou no bingo, ninguém fica rico da noite para o dia e, portanto, há alguns passos que você pode tomar para ter uma vida mais tranquila neste quesito.

1 – GASTE MENOS DO QUE GANHA

Por mais óbvio do que pareça, a primeira regra é viver “um degrau abaixo” de suas possibilidades. Se você ganha R$ 3.000, procure viver com R$ 1.500 e junte uma parte do dinheiro para você.

Para conseguir ter um orçamento equilibrado, evite usar o dinheiro do cartão de crédito, procure sempre pagar tudo a vista, e desfaça de todos os gastos desnecessários. Pra quê comprar um teclado de computador que custa R$ 150, se você pode comprar um de R$ 29,90 que atende a mesma necessidade?

O mesmo vale para restaurantes, bares, jogos de smartphone etc. Quanto menos você gastar, mas vivendo, melhor. Monitore todo o seu orçamento e tenha uma planilha de gastos diários e não subestime os pequenos, seja aquele salgado na rua, o chiclete que você comprou na esquina ou aquela blusa de R$ 19,90 que era “tão baratinha” que você nem colocou na planilha. Todos os gastos, mesmo que sejam centavos, fazem diferença no final do mês.

Lembre-se, viva o máximo possível gastando a menor quantidade de dinheiro.

2 – SE PAGUE PRIMEIRO

É comum que as pessoas procurem economizar quando chega ao final do mês, mas a chave do sucesso é, assim que receber seu salário, se pagar direto e economizar. Segundo o livro “Pai rico e Pai pobre” de Robert Kiyosaki, quem se paga primeiro, automaticamente já aprende a viver com menos do que ganha, sendo uma das principais características que fazem você ser uma pessoa rica.

A ideia não é você privar seus gastos ou ter um aperto financeiro, já que a estabilidade pressupõe que você tenha o mínimo necessário para suprir todos os seus gastos e conseguir juntar um dinheirinho no início do mês. Dinheiro é poder e, quanto mais acumular, mais forte você se torna, mais liberdade de escolhas você tem.

Além disso, você também aprenderá a ter autodisciplina e força de vontade, sendo ambas essenciais para ter uma vida financeira saudável.

 

3 – NÃO TENHA DÍVIDAS

Uma dúvida muito comum em quem quer começar a acumular riqueza é “começar a investir primeiro ou liquidar minhas dívidas?”, sendo que esta última é o primeiro passo correto a tomar.

Isso porque a dívida é um dos maiores vilões do orçamento, já que elas têm juros e, se você não pagá-la o mais rápido possível, você fica com restrição em seu nome no Serasa e terá diversos tipos de problemas relacionados a desorganização financeira.

Então, junte um dinheiro e pague suas dívidas o mais rápido o possível.

4 – FORME UMA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Após seguir o passo 3, a ideia é formar uma reserva de emergência. Este é um dinheiro que te dá uma “retaguarda” para momentos de escassez, como a demissão de um emprego ou um gasto maior por alguma razão, seja uma doença, ou algo importante que você deve fazer.

Segundo os especialistas em finanças, a reserva de emergência deve cobrir seis meses do seu custo de vida. Ou seja, se você gasta R$ 3.000 por mês, deverás ter economizado cerca de R$ 18.000. Caso você seja uma pessoa autônoma e não trabalhe com carteira assinada, a meta será de 12 meses, ou seja, R$ 36.000. Bingo!

É importante ressaltar que a reserva de emergência é um dinheiro exclusivamente para situações emergenciais. Então pense: “aquela viagem dos seus sonhos, é uma emergência?” – não! “aquele tênis caro da Nike, é emergência?” , também não. A reserva só deve ser utilizada em último caso, quando se esgota todas as outras possibilidades.

5 –  APRENDA A INVESTIR

Hoje em dia há diversos canais no YouTube, como é o caso de O Primo Rico, que ensinam você a investir dinheiro de modo prático e seguro. As pessoas têm medo de entrar no mercado de ações, colocar o dinheiro no Tesouro Direto ou outros lugares, colocando todas as suas rendas na caderneta de poupança que rende muito pouco e não é vantajoso.

A reserva de emergência citada no ponto 4, talvez valha a pena colocar no Tesouro Selic, já que é um dinheiro que você precisa ter disponível rapidamente e este é um tipo de investimento que tem liquidez diária, o que significa que você pode pedir a corretora de valores o dinheiro de manhã, e a tarde mesmo ele já estará em sua conta no banco.

Depois, a ideia é investir em algum tipo que tenha a ver com o seu perfil, podendo ser fundos imobiliários, CDB, CDI etc. Vale a pena dar uma estudada nesses canais, que ensinam a multiplicar seu dinheiro e te dar tranquilidade financeira.

Sobre o Autor

Forbiddeen