Negócios

Turista é furtado em casa do Airbnb e, após pressão, empresa garante ressarcimento

Escrito por Vinnícius Lopes

O fotógrafo Leandro Neves planejou suas férias de 15 dias com a namorada na cidade de São Sebastião (SP) e, para a hospedagem, optou por alugar uma casa pelo Airbnb, que ganhou grande fama no setor por seus preços acessíveis e opções por todo o mundo.

Acostumado a viajar por diversos países, Leandro já havia passado por diversas enrascadas, mas não imaginava que a pior aconteceria em solo brasileiro e com algo até então seguro, como o aplicativo de hospedagem.

A história foi relatada pelo seu Facebook e foi destaque no portal UOL. A primeira surpresa aconteceu ao chegar ao local, quando notou que a casa era bem diferente do anúncio.

“Chegamos no local à noite e o caseiro apareceu bêbado para nos entregar as chaves, haviam lâmpadas queimadas, cheiro de mofo forte, privadas quebradas e pedimos para o caseiro consertar, mas nunca mais ele voltou. No dia seguinte vimos todos os problemas da casa, que estava em péssimas condições: única escada de entrada estava com a madeira podre com risco de queda, na foto do anúncio mostrava uma casa em um quintal privativo e bem cuidado, mas encontramos um lugar abandonado com mato alto e somente com um alambrando para a rua principal do bairro, onde não tinha nenhuma segurança e privacidade. Além disso a casa estava cheia de carrapatos e outros problemas. Como o caseiro não voltou, começamos a limpar e consertar tudo para não estragar nossas férias.

Após cinco dias na casa, nossa cachorra começou a passar mal e a levamos no veterinário. O diagnóstico foi doença do carrapato, a Babésia, doença gravíssima que pode levar à morte. Começamos o tratamento dela e optamos por não voltar para SP, pois ela ficou muito debilitada. Quem nos conhece sabe que nossa cachorra é como uma filha”.

Pretendendo passar 15 dias na casa, a surpresa pior aconteceu no 9º dia, quando entraram na casa e furtaram R$ 42 mil em equipamentos fotográficos.

“Levaram TODOS nossos equipamentos fotográficos, computadores, celulares, chaves e dinheiro. Por sorte, no momento que tudo aconteceu estávamos no quarto com os animais, que era um cômodo separado da casa.  Os ladrões entraram na casa com chaves pelo portão principal e pela porta da sala. As portas não possuem maçaneta e somente pessoas com chaves conseguem abri-las. Perdemos praticamente todas nossas ferramentas de trabalho e o investimento de uma vida”, relatou em seu Facebook.

Sem resposta do dono da casa ou do Airbnb, Leandro precisou recorrer aos vizinhos:

Depois do ocorrido, não tivemos suporte do caseiro, nem do dono e muito menos do Airbnb Brasil, foi graças à ajuda de um único vizinho, que conseguimos chegar na cidade, fazer o boletim de ocorrência e voltar para SP. Pedimos a devolução do que foi pago, algo que o Airbnb promete quando o anúncio é diferente na vida real, entretanto até agora não recebemos ao menos uma resposta. É lindo o conceito de startup, empresa moderna, mas na prática a história é outra. Cuidado com avaliações forjadas, anúncios com fotos falsas, entre outras coisas. Se algo der errado, saibam que não terão nenhum suporte do Airbnb”, avisou.

Sua publicação viralizou rapidamente e teve 740 compartilhamentos, chamando atenção da mídia e da própria startup, que resolveu se pronunciar. Leandro mais uma vez deixou seus seguidores a par da situação:

Ao UOL, o Airbnb disse que o anfitrião está suspenso até que o incidente seja analisado.

Share Button

Sobre o Autor

Vinnícius Lopes